Follow by Email

sábado, 16 de julho de 2011

POESIA

Porque a poesia alcança as fadas
Atravessa os pântanos
Encanta a chuva na madrugada
Acompanha os ébrios nos dormentes
Se mistura à solidão das calçadas

Por Lourdinha Vilela

Nenhum comentário:

Postar um comentário