Follow by Email

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

SAUDADE

 
 
 
 
 
 
E dela me despeço,
da janela do ônibus aceno,
ainda sinto o beijo do adeus,
que antes fora suave e ameno,
e agora, sabe-se lá Deus,
é amargo como veneno.

Olho triste pela janela,
a curva a leva do meu olhar,
e traz no meu peito uma dor,
angustiante apenas em pensar,
que estou só sem meu amor,
a ter de amar sem consumar.

Sem entender por quê,
vai-se embora a sanidade,
e leva junto minha paz,
me sinto amputado pela metade,
do único lado que é capaz,
de me envolver em felicidade.

E morro lentamente,
me perdendo aos pedaços,
deixando por um caminho,
partes de pernas e braços,
que já deram tanto carinho,
tanto cuidado e tantos abraços.

Desolado e sem ninguém,
ao coração peço a verdade:
"Como dou fim a essa dor?"
Eis que de mim uma voz evade:
"Apenas procure seu amor,
essa dor se chama saudade."

domingo, 6 de novembro de 2011

Oração***

Pai Nosso, que estás nos Céus
Na luz dos sóis infinitos,
Pai de todos os aflitos
Neste mundo de escarcéus.
Santificado, Senhor
Seja o Teu nome sublime,
Que em todo Universo exprime,
Concórdia, ternura e amor.
Venha ao nosso coração,
O teu reino de bondade,
De paz e de claridade
Na estrada da redenção.
Cumpra-se o teu mandamento
Que não vacila e nem erra,
No Céu, como em toda a Terra
De luta e de sofrimento.
Evita-nos todo o mal,
Dá-nos o pão no caminho,
Feito de luz, no carinho
Do pão espiritual.
Perdoa-nos, meu Senhor,
Os débitos tenebrosos,
De passados escabrosos,
De iniqüidade e de dor.
Auxilia-nos também,
Nos sentimentos cristãos,
A amar nossos irmãos
Que vivem longe do bem.
Com a proteção de Jesus
Livra a nossa alma do erro,
Neste mundo de desterro,
Distante da vossa luz.
Que a nossa ideal igreja,
Seja o altar da Caridade,
Onde se faça a vontade
Do vosso amor.. Assim seja

***Emmanuel***



S A U D A D E



SAUDADE.....
DÔR NA ALMA
DÔR DE SAUDADE

TEMPOS IDO...
VIDAS PASSADAS
ALEGRIAS
TRISTEZAS

          VIDAS

TEMPOS PASSADOS
SEGUIMOS EM FRENTE
VIVENDO A VIDA
MAS...
A MENTE
DERREPENTE.............
VOLTA
E AI...A DÔR
DÔR DE SAUDADE
FOTOGRAFIAS QUE FICAM
NA MENTE
EM PRETO E BRANCO

SEMPRE VOLTAM
VOLTAM SEMPRE
DERREPENTE
MESMO QUE...
NÃO QUEIRAMOS

SAUDADES.........


     elizabeth rodrigues

LÚZ




DIA CLARO
DIA CHEIO DE LÚZ
AS CIGARRAS CANTAM
CANTAM SEM PARAR
O SOL BRILHA
LINDO!!!!!
PODEROSO!
NOS ENCHENDO DE VIDA
A FELICIDADE MORA AQUI!
FLORES DE VARIAS CORES
AMARELAS...
VERMELHAS...
COR DE ROSA
BORBOLETAS MIL
BAILANDO NO AR
COM SUAS CORES LINDAS !
O VERDE ESTA POR TODA PARTE
UNS TONS MAIS ESCUROS
OUTROS TONS MAIS CLAROS
OS GALHOS DAS ARVORES
BALANÇAM
AO SABOR DA LEVE BRISA
DIA DE LÚZ
DIA DE PAZ

AVE MARIA
CHEIA DE GRAÇA
BENDITA
SOIS
VÓS



    elizabeth rodrigues

O LUAR






do seu quarto e te encontrar ainda acordado, com seus pensamentos embaralhados, o olhar perdido, vazio, fixo em algum ponto como a procurar respostas na escuridão da noite sem encontrar pois estas respostas estão dentro de você e só você pode dizer "sim" a felicidade.
Se o luar entrar pela janela do seu quarto...
e encontrar seu corpo despido, molhado pelo suor do desejo, da espera do telefonema que você não deu e a lua sedutora brincar de clarear sua pele, brincar de percorrer seu corpo, cada centímetro lentamente, deixe que seu coração fale mais alto e pense em mim, no que poderia estar acontecendo, do carinho que poderíamos estar trocando, sem limites, por inteiro, nós dois, só nós.

O beijo molhado, as pernas entrelaçadas, as fantasias realizadas, os sonhos, realidade porém o seu medo da entrega afasta o meu corpo do ser, o seu medo de amar e ser amado, as suas mágoas, as suas feridas, as dores que você teima em cultivar dia após dia, o impedem de ver o tempo que passa, de ser feliz porque um dia for infeliz e se considere amaldiçoado pelos deuses a não ser feliz, a não ter direito de sonhar. Não sei de quem tenho mais pena de mim ou de você, eu por amá-lo tanto, por desejá-lo tanto ou de você que covarde se refugia em mil encargos profissionais para anular-se como gente, como ser humano, como homem, aliás como homem apenas sacia o desejo quando o corpo exige em qualquer corpo, em qualquer abraço não importando o amanhã, o depois, para você é apenas sexo, aqui, agora, sentimentos, emoções não contam.

Ah! Se você soubesse como é bom fazer amor com quem se ama, tirar a armadura, desafivelar a máscara, entregar-se e receber em dobro tudo aquilo que almejou.
Ah! Se você soubesse como é bom ter o corpo acariciado numa muda descoberta a dois, num segredo cúmplice sem hora, sem lugar, sem medo.

Portanto, se de repente o luar invadir a janela do seu quarto e se esgueirar para o seu lençol numa muda carícia, pense em mim, pois a lua nada mais é que a minha mensageira tentando despertá-lo para a vida. Se o amor acabou, se a solidão tem sido sua companheira, abra a janela deixe o luar entrar pois com ele vem junto a esperança de um novo amor, de ser feliz outra vez, basta acreditar que a luz da lua amanhã vai fazer o sol brilhar!

sábado, 5 de novembro de 2011

CAUSINHO

CAUSINHO
Quando as pessoas começam desesperadamente a me evitar, quando animais selvagens saem correndo de mim quando passo pelas trilhas, quando animais domésticos se entocam apavorados quando aponto na curva da esquina, quando mandorovás caem secos das jabuticabeiras e camaleões se escondem de roxo quando surjo no devão do quintal, quando urubus passam voando baixo com uma asa cobrindo as narinas, então finalmente compreendo que está na hora de tomar banho, mesmo sabendo que o banho faz mal pra água (Preserve o Banho,